Condicional:A paixão que move e também destrói... por Paulo Sérgio Moraes

Descrição

  
Escritor Atualizado 2 anos atrás
Idioma Portuguese Leituras 768
Categoria

Romance

Curado

information
Este ebook foi avaliado por curadores selecionados pelo time do Widbook.
Publicado Ago 08, 2014 Popular

Status Amostra

Gostaram do livro Condicional

Adicionaram Condicional à Coleção

Linha do tempo de Condicional

É isso aí, chará! Sei o que quanto você está ocupado porque eu também estou a mil, envolvido com vários projetos, não só de literatura, mas sempre é bom encontrar um tempinho para trocar umas ideias. Por falar em ideias, a ideia dos três mosqueteiros surgiu exatamente por ter descoberto três caras legais num mundão de gente aqui do widbook. Legal que você gostou, O Henrique também se divertiu, só não tenho ainda o retorno do Bruno, mas ele também anda muito ocupado. Vi seu blog também e devo voltar lá porque foi uma passada bem rápida. Grande abraço!
19 de Setembro de 2014 às 22:50
Paulo, terminei de ler seu livro e confesso que, para um leitor heterossexual, há momentos de difícil, não diria aceitação, mas assimilação do universo homossexual; não que as cenas de amor sexo tenham me chocado, mas devo admitir que causam um certo desconforto (sem nenhum julgamento de valor). Acho que, acima de hetero ou homo, somos humanos e não há como não ser pego pelos sentimentos de amor, paixão, amizade, confiança. Seu livro tem várias leituras e, em nenhuma delas devemos esquecer que somos humanos, por trás de tudo há uma história de amor e toda história de amor é sempre bem-vinda, com suas emoções e contradições humanas.
Paulo Sérgio Moraes 19 de Setembro de 2014 às 21:04 Oi, Paulo Pereira, tudo bem?! Muito obrigado por adquirir e dar sua opinião sobre a leitura do livro Condicional, rapaz. Consigo compreender que não haja assimilação com os momentos de sexo narrados no livro (que são, exatamente , 3 momentos). O sexo no livro tem uma razão de acontecer e procurei fazê-lo da forma mais honesta e descomplicada. Primeiro que é, justamente a sua forma violenta que desperta algo diferente no protagonista em relação ao bandido, já que o protagonista era um cara egoísta e acostumado a ser dominador e não o contrário, segundo pela verossimilhança ao falar sobre paixão. Sinto que o tesão e a paixão são coisas muito afins. Gosto da sua conclusão, pois é muito próxima do intuito da história. Meu objetivo era falar de sentimentos, independente da condição sexual. Dos perigos da paixão destrutiva, do quão ilógico é se doar por uma amizade unilateral e por aí vai. Aproveitando... Vi o blog e me diverti demais com a minha cara lá como um dos mosqueteiros.Somos autores apaixonados pelo cenário urbano e essa troca é bacana. Aguarde, meu feedback sobre seu livro. Estou, por ora, focado na produção de dois projetos. A cabeça tá a mil! hehehe Um abraço
18 de Setembro de 2014 às 20:28
Oi, Paulo Pereira, tudo bem?! Muito obrigado por adquirir e dar sua opinião sobre a leitura do livro Condicional, rapaz. Consigo compreender que não haja assimilação com os momentos de sexo narrados no livro (que são, exatamente , 3 momentos). O sexo no livro tem uma razão de acontecer e procurei fazê-lo da forma mais honesta e descomplicada. Primeiro que é, justamente a sua forma violenta que desperta algo diferente no protagonista em relação ao bandido, já que o protagonista era um cara egoísta e acostumado a ser dominador e não o contrário, segundo pela verossimilhança ao falar sobre paixão. Sinto que o tesão e a paixão são coisas muito afins. Gosto da sua conclusão, pois é muito próxima do intuito da história. Meu objetivo era falar de sentimentos, independente da condição sexual. Dos perigos da paixão destrutiva, do quão ilógico é se doar por uma amizade unilateral e por aí vai. Aproveitando... Vi o blog e me diverti demais com a minha cara lá como um dos mosqueteiros.Somos autores apaixonados pelo cenário urbano e essa troca é bacana. Aguarde, meu feedback sobre seu livro. Estou, por ora, focado na produção de dois projetos. A cabeça tá a mil! hehehe Um abraço
19 de Setembro de 2014 às 21:03
Mais um Paulo na conversa. Chará, lembra que eu falei antes de começar a ler o seu livro que ele tinha bastante a ver com o meu (Cartas Marcadas)? Não sei se você já começou a ler, mas acho que vai perceber que o primeiro ponto em comum é Sampa. Sou louco por esta cidade, está no sangue! Passei 10 anos no Espírito Santo, na beira da praia. Foi lá que escrevi a primeira edição do meu livro. Estava morrendo de saudade de Sampa e matei a saudade escrevendo. Acho que outra coisa que temos em comum é o ritmo. Fiz a primeira edição em ritmo alucinante, quase sem capítulos como aqueles discos do Pink Floyd que tinham praticamente uma faixa no lado A que continuava no lado B. Na segunda edição, estou mudando, colocando muitos capítulos porque hoje ninguém tem mais tempo de ler direto, tem de parar e os capítulos são os pontos de parada. Outra coisa em comum: os dois são thrillers com linguagem cinematográfica. O meu surgiu primeiro como ideia de roteiro de longa-metragem. Única coisa que não tem no meu e sobra no seu é o universo homossexual, mas são histórias diferentes. Como é, vai colocar mais capítulos? Já estou com 21. Abraços!
Paulo Sérgio Moraes 10 de Agosto de 2014 às 04:27 Oi, Paulo! Comecei a ler seu livro sim e vi mesmo semelhanças com meu primeiro trabalho Condicional. A identificação com o clima de SP foi imediata. Sim, meu romance aborda a relação de um fotógrafo com um marginal, o que procurei fazer é focar num assunto universal: paixão ne crime. Acho que, por isso, houve uma boa aceitação dos leitores heterossexuais. A versão completa é só via ebook na Amazon e o impresso pelo meu site ou saraiva. Vou passar no seu mural pra comentar seu livro ;) (ah e eu copiei essa msg acima lá também sem querer. Apaga por favor? Tô aprendendo a mexer)
10 de Agosto de 2014 às 00:28
Quantos Paulos! rs
10 de Agosto de 2014 às 04:26
Um thriller emocionante que faz com que você o leia sem parar como se fosse uma série ou uma novela. Você quer saber logo o que vem depois. Muito bacana. Recomendo!!!
Paulo Sérgio Moraes 8 de Agosto de 2014 às 17:36 Chará! Espero ter algo seu publicado em breve! ;)
8 de Agosto de 2014 às 17:17