Olhos de Dante por João Marcos Oliveira

Descrição

  
Escritor Atualizado 3 anos atrás
Idioma Portuguese Leituras 1461
Categoria

Ficção

Curado

information
Este ebook foi avaliado por curadores selecionados pelo time do Widbook.
Publicado Mai 15, 2014 Popular

Status Escrevendo

Gostaram do livro Olhos de Dante

Ver todos (19)

Adicionaram Olhos de Dante à Coleção

Ver todos (19)

Linha do tempo de Olhos de Dante

Caretas e desbundados, discoteca e rock'n'roll... Te convido a ler PRIVILEGIADOS, meu primeiro romance. Uma história sobre amor, sexo, drogas e muita putaria setentista!
25 de Julho de 2015 às 01:19
Olá,João. Tudo ok? Adcionei seu livro a minha coleção para leitura, gostaria que, se possível, desse uma passada lá no meu https://www.widbook.com/ebook/memorias-de-um-paladino Fique a vontade para criticar. Abraços.
25 de Março de 2015 às 14:28
Começando hoje a ler.
10 de Dezembro de 2014 às 17:11
muito booom! gostei!
João Marcos Oliveira 1 de Agosto de 2014 às 20:11 Obrigado por ler, Renata. Parou em que parte?
1 de Agosto de 2014 às 12:45
Comecei a ler "Fuga" e terminei os três capítulos anteriores. Ainda não li Divina comédia mas, poxa, o seu livro está cada dia mais interessante. Eu tinha dito para mim mesma que ia ler só um capítulo hoje e, quando percebi, já tinha lido três, haha. Todo o mundo que você criou; paraíso, inferno, a arquitetura e hierarquia, está tudo impecável. Consegui mergulhar nesse lugar e observar cada detalhe. Estou muito curiosa para saber o que o "Dante" quer com o "Norman". E ainda tem o destino da Maria. Além disso, sinto que eles tem alguma ligação, embora ainda não saiba qual é. Outra coisa, esses espaços em branco no livro dela me intrigaram bastante. Só, no último parágrafo da página 78, você utilizou bastante o pronome pessoal "ele". Acho que se você tirasse um ou dois ficaria melhor.
João Marcos Oliveira 15 de Julho de 2014 às 23:04 Vou rever isso. Obrigado. :)
15 de Julho de 2014 às 00:06
Assim como a Bianca, estou morrendo de vontade de ler A Divina Comédia por causa do seu livro. Terminei de ler o capítulo seguinte "A guia" e achei muito interessante a sua descrição de um purgatório modernizado. Nunca parei para pensar como seriam céu e inferno, mas a sua ideia foi genial. Esse capítulo, aliás, me lembrou muito Nosso lar, Estou na torcida para Maria não sofrer tanto, haha.
João Marcos Oliveira 21 de Junho de 2014 às 00:58 Uma dúvida que tenho, é a de que se foi uma boa ou má ideia fazer um inferno "light", que vai ler ainda, o que pode ser estranho, mas acho que deixei bem explicado o porquê. Nunca vi Nosso Lar, mas tenho curiosidade, afinal, espiritismo tem tudo a ver com o que escrevo, mesmo que não me baseie nele pra isso. E digo o mesmo pra você, A Divina Comédia é super interessante, mas é aquela leitura bem pesada. Vale a pena se a curiosidade for grande.
Jéssica F. 22 de Junho de 2014 às 01:40 Eu indico muito que assista Nosso Lar, é um filme bom apesar de ser de cunho religioso. Sobre o inferno light, assim que eu ler prometo postar um comentário decente, mas já adianto que uma boa explicação é tudo e inovar é sempre interessante.
21 de Junho de 2014 às 00:44
Acabei "Arremate" e estou super curiosa para ver como os caminhos de Norman e Maria vão se encontrar. Você também me deixou com vontade de ler A Divina Comédia. Droga, mais um livro na lista. Quanto ao Central Park, eu pensava que ele fosse um lugar gigante, e perigoso, cheio de moradores de rua e traficantes. Não é? Ainda bem, rsrsrs
João Marcos Oliveira 20 de Junho de 2014 às 18:02 Não. O Central Park é super tranquilo, rs. Muitas famílias vão para lá curtir, principalmente nos feriados. http://newyorkbylara.files.wordpress.com/2013/08/central-park.jpg
João Marcos Oliveira 20 de Junho de 2014 às 18:06 A Divina Comédia é um livro muito interessante, mas muito difícil de se ler sem fazer um esforcinho da compreensão. Nunca fui chegado a poemas épicos, mas a curiosidade era tanta, que não teve outra. Li com 15 anos, haha. Penso em reler, de forma mais aprofundada. Tem versão em prosa também, que é muito legal. Enfim, leia sim.
João Marcos Oliveira 20 de Junho de 2014 às 18:07 Só uma observação: eu não recebi a notificação do seu comentário. O.o
20 de Junho de 2014 às 17:40
Fantástico! Ainda não li tudo, mas já pude ver a escrita caprichada, boas descrições e a história que realmente prende. Parabéns!
João Marcos Oliveira 19 de Junho de 2014 às 02:38 Obrigado!
19 de Junho de 2014 às 02:10
Terminei de ler Dupla Face. Confesso que tenho vontade de ir virando as páginas para descobrir a relação entre as pessoas de olhos vermelhos e o Norman. No entanto, eu me seguro. Quero ler bem atentamente. Fiquei também muito chocada pelo que aconteceu no fim do capítulo. Coitado do Norman (aliás, divagando um pouco aqui, confesso que quando eu leio o nome dele, o sobrenome Bates me vem à cabeça). Enfim, muito bom.
João Marcos Oliveira 18 de Junho de 2014 às 16:17 Hahaha, adoro os Bates. Aliás, tenho que assistir a segunda temporada de Bates Motel.
Jéssica F. 18 de Junho de 2014 às 17:30 Assista, é muito boa. Pena que já acabou e agora só em 2015 :~
Bianca Borges 18 de Junho de 2014 às 21:46 No meu caso, o sobrenome Osborn é que me vem à cabeça! Também acabei de ler Dupla Face e estou muito curiosa!
18 de Junho de 2014 às 15:02
Terminei de ler o primeiro capítulo. Muito bem conduzido a trama em torno do personagem, além de uma boa narração utilizando o ponto de vista dele. A escrita apresenta boas construções, capaz de transmitir boas sensações ao leitor. Apenas acho que aquela cena em que o personagem dormia foi breve demais; acredito que possa explorar seus pesadelos em relação a figura que ele teme.
João Marcos Oliveira 17 de Junho de 2014 às 21:32 Obrigado, Luiz! Fiz algumas alterações nessa parte.
17 de Junho de 2014 às 16:08
Li apenas até o final de "Contato" e já me admirei com tamanha criatividade. Parece saber onde quer chegar desde o início, o que é ótimo e não vejo em escritores como nós há muito tempo. O nível de dificuldade subiu, isso é fato. Resta saber como aperfeiçoar a forma de descrever lugares e sensações, que por enquanto me parece um misto entre a estrutura da história e o que você quer que o leitor sinta. Às vezes, quando se fala indiretamente, ou até quando não se fala, o resultado pode ser melhor. Por exemplo, todos sabemos a importância de New York para o mercado financeiro, e teve uma outra passagem em que Norman era observado enquanto dormia, que sinto que pode ser mais explorada, no sentido de provocar mais a sensibilidade do leitor. Por enquanto é isso, vamos ver os próximos capítulos! =)
João Marcos Oliveira 16 de Junho de 2014 às 23:08 Muito obrigado pelo comentário e as dicas. Vou rever as partes que disse com mais atenção. Espero que continue comentando :)
16 de Junho de 2014 às 22:25
Ainda estou lendo, mas já dá para perceber que é uma história com muito potencial. Sua escrita é envolvente, acho que já disse isso, e muito bem trabalhada. E você leva muito jeito para ficção, se me permite dizer. Estou curiosa para ler o resto... De qualquer forma, parabéns. É muito bom ver pessoas escrevendo histórias que fujam um pouco do normal. Gosto de coisas diferentes.
João Marcos Oliveira 14 de Junho de 2014 às 00:07 Obrigado! Está em que parte?
Jéssica F. 14 de Junho de 2014 às 00:29 Estou na página 29 ainda :~
14 de Junho de 2014 às 00:04
Olá João! Cara espaço, personagem, tempo da narrativa, tudo no seu devido lugar. Eu pude viajar na sua história. Gostei muito. Parabéns!
João Marcos Oliveira 9 de Junho de 2014 às 05:53 Obrigado!
9 de Junho de 2014 às 00:47
Seu livro é simplesmente fantástico!! Parabéns, de verdade. É uma obra prima! Continue escrevendo que você irá longe!
João Marcos Oliveira 18 de Maio de 2014 às 23:45 Obrigado! Fico honrado com sua opinião. O livro ainda está em construção e tenho muito o que melhorar.
16 de Maio de 2014 às 18:51