Orun-Aiyê: Guerra Santa:Livro 1: Oyá, a filha da tormenta por Assis Oluaféfé

Descrição

  
Escritor Atualizado um ano atrás
Idioma Portuguese Leituras 856
Categoria

Fantasia

Curado

information
Este ebook foi avaliado por curadores selecionados pelo time do Widbook.
Publicado Abr 14, 2015 Popular

Status Escrevendo

Gostaram do livro Orun-Aiyê: Guerra Santa

Ver todos (14)

Adicionaram Orun-Aiyê: Guerra Santa à Coleção

Ver todos (14)

Linha do tempo de Orun-Aiyê: Guerra Santa

Oi, Assis! Comecei a ler a sua estória hoje e já estou terminando a parte já escrita. Maravilha! Muito boa mesmo. E você tem umas tiradas muito engraçadas e surpreendentes. Porém, como uma crítica construtiva eu devo lhe dizer que a escrita em si precisa de muita revisão, pois há erros gramaticais, sintáticos e semânticos por toda parte. Isso não depõe contra a sua criatividade e imaginação, que pelo visto é fantástica, mas a precisão e a forma também são importantes para a escrita ser excelente. Parabéns pela estória. Espero que você a continue aprimorando.
7 de Fevereiro de 2017 às 16:27
Comemorando aqui a volta de meu livrinho Orun-Aiyê a lista dos 10 mais visualizados, além de estar chegando a 500 leituras. Obrigado people, muitas aventuras virão por ai e a história só tende a crescer.
8 de Outubro de 2015 às 18:47
Que capítulo, eih, @francisco-oluafefe-7782?! E quase que não sobra ninguém. Mas que demonstração de poder de Oyá! Gostei da transição dela entre os patamares. E claro, de quem a estava espiando lá. Mas como não é só ela que sabe fazer uso dessa magia, o mal também continua a espreitando e enviando os poderes mais maléficos que se pode imaginar. Continuo sendo a fã número um do seu livro.
Assis Oluaféfé 3 de Outubro de 2015 às 16:54 Vania Pereira da Silva minha amiga de letras. Obrigado novamente por suas palavras e aviso que as coisas só se complicarão ainda mais para o Mundo.
3 de Outubro de 2015 às 14:46
Adicionei seu livro para continuar lendo. Acredito que o grande legado deste livro é poder trazer a cultura Africana a tona, quebrando por completo o "idealismo" que a sociedade propõe. Aquele que diz que o herói perfeito tem que ser branco, ter olhos azuis, ser de família nobre e que viva na cidade grande.
Assis Oluaféfé 3 de Outubro de 2015 às 16:53 Isaac Venator, obrigado pelas palavras lindas de apoio e incentivo. Essa foi a minha primeira tentativa de escrever sobre uma mitologia tão familiar a mim quanto para o Brasil e as diásporas africanas, sempre tão marginalizadas e branqueadas. O prototipo do heróis tem que ser desmistificado e esses personagens, com suas fraquezas e desejos próprios são mais humanos do que a maioria dos outros que são introduzidos por nossa garganta abaixo.
3 de Outubro de 2015 às 01:12
Você conhece os vampiros africanos Asambosan? Eles são o próximo obstáculo que Oyá enfrentará em Orun-Aiyê: Guerra Santa.
2 de Outubro de 2015 às 17:20
Como sempre este capítulo foi demais! Adorei o começo, com o carinho do casal de um para com o outro, se completando, se ajudando. Gostei demais da Oyá perante o conselho: Que demonstração de poder! E a parte final com a intriga e complô das outras mulheres contra Oyá. E o fim? SURPREENDENTE! Muito bom. Parabéns, Assis Oluaféfé
Assis Oluaféfé 20 de Setembro de 2015 às 00:07 Essa é a intenção @vania-pereira-da-silva-7929. Trazer deuses e heróis de uma cultura marginalizada e esquecida e tentar transformá-los em personagens que as pessoas possam se identificar e torcer. Bom demais saber que você está curtindo o que escrevo. Obrigado pelo apoio.
Vania Pereira da Silva 20 de Setembro de 2015 às 03:56 Estou gostando muito mesmo, @francisco-oluafefe-7782. E conhecendo também. Sabia muito pouco dessa mitologia.
19 de Setembro de 2015 às 15:00
E no próximo capítulo a entrada de dois personagens importantes para a história de Orun-Aiyê: Guerra Santa e darão o que falar: Oxum e Xangô. Aguardem.
19 de Setembro de 2015 às 00:20
Oba! Ainda bem que seus problemas para escrever foram sanados. Estava com muitas saudades dos seus escritos e agora você nos presenteia com este capítulo maravilhoso. Gostei muito. Como sempre você construiu de forma linda os cenários, objetos, situações e sentimentos. parabéns. Já aguardando mais.
Assis Oluaféfé 13 de Setembro de 2015 às 13:00 Que bom amiga de letras. Também senti muita falta disso tudo e agradeço a você o estímulo para minha volta e pode aguardar mais surpresas e reviravoltas nessa história que ninguém sabe como pode terminar. Será que esse casamento resistirá as intrigas que se anunciam. Fique ligada nos próximos acontecimentos.
13 de Setembro de 2015 às 01:41
Leitores estou em falta com todos, mas infelizmente me encontro sem possibilidade de continuar a escrever. A boa notícia é que toda situação adversa tem um fim. Abraços e fiquem a espera.
12 de Agosto de 2015 às 17:26
Ainda não consegui colocar a leitura do seu livro em dia, Assis Oluaféfé, mas terminei agora o penúltimo capítulo. E que capítulo! Primeiro a transformação de Oyá. Depois, quando pensava que já tava bom para o capítulo ainda tem a luta da Amazona Obá com Ogum, rei de Irê. Que luta! Parabéns, amigo. Assim que der leio o próximo capítulo.
Assis Oluaféfé 25 de Julho de 2015 às 19:46 Que bom amiga que esta gostando. Devido a problemas com o meu PC vou dar um tempinho e volta a carga. Bye, nos vemos em breve.
25 de Julho de 2015 às 02:02
Vim aqui procurar um novo capítulo. Não achei. Aguardando.
Assis Oluaféfé 28 de Junho de 2015 às 18:47 Espere mais um pouquinho que esse próximo capítulo não vai decepcionar!
Assis Oluaféfé 10 de Julho de 2015 às 12:57 Vania Pereira da Silva espero ter matado tua sede de leitura no momento. Ufa! Capítulo 19 foi o maior até agora: 51 minutos. Abração!
Assis Oluaféfé 11 de Julho de 2015 às 06:08 Vania Pereira da Silva capítulo novo publicado.
28 de Junho de 2015 às 16:38
Olá, te convido pra ler meu livro de poesias "Em Chamas"
19 de Junho de 2015 às 22:02
Acabei de ler o último capítulo, @francisco-oluafefe-7782. Muito bom mesmo. E quando pensava que estava vindo um tempo de bonança, eis que me surpreendo com o que acontece a Aroni. Mas gostei demais do como colocou a reação de Oyá a tudo, inclusive com relação às descobertas sobre seu pai. Parabéns.
View all 6 comments
Vania Pereira da Silva 7 de Junho de 2015 às 16:23 Terminei de ler o último capítulo, @francisco-oluafefe-7782. E sim, me surpreendi mesmo. Muito forte, esse novo personagem que entrou na história. Se eu gostei dele? Acho que não é uma questão de gostar, mas de reconhecer sua força e poderio. Agora estou ainda mais curiosa com o próximo capítulo. Será que o caminho dele já se cruza com o Oyá? Ou ainda vamos ter mais suspense? Muito bom. Parabéns.
Assis Oluaféfé 7 de Junho de 2015 às 19:01 Sim e o encontro será inusitado.
Vania Pereira da Silva 17 de Junho de 2015 às 02:00 Capítulo intenso este também @francisco-oluafefe-7782. E pra mim surpreendente. Pensei como Oyá: como assim um culto a elas? E os homens sendo o que são: homens. Se achando melhores e que são eles os que devem dominar. Mas acho que eles vão se surpreender...
29 de Maio de 2015 às 15:30
Terminei de ler o último capítulo publicado, @francisco-oluafefe-7782. Este foi um dos capítulos mais emocionantes e empolgantes. Agora sim, deu pra saber quem é Oyá e a que ela veio. E quem poderá detê-la? Parabéns de novo. Muito bom seu livro e o modo como você o escreve.
View all 4 comments
Assis Oluaféfé 22 de Maio de 2015 às 05:35 Vãnia fiz umas pequenas alterações que tornou o texto mais limpo. Se continuar encontrando erros, me avise.
Vania Pereira da Silva 26 de Maio de 2015 às 22:47 Procurei por capítulo novo, Assis Oluaféfé
Assis Oluaféfé 27 de Maio de 2015 às 02:19 Muita calma nessa hora! Tô muito ocupado por aqui, mas estou produzindo (40%) dele tá ok, falta enquadrar o resto no esqueleto.
22 de Maio de 2015 às 02:03
muito bom!
Assis Oluaféfé 14 de Maio de 2015 às 15:59 Que bom que gostou Elson! Espero contar com seu apoio sempre e estamos por aqui para trocar figurinhas. Abraços!
Elson G. C. Felix 14 de Maio de 2015 às 16:41 digo o mesmo, abraços!
14 de Maio de 2015 às 15:20
Acabei de ler o seu último capítulo publicado, o 11º. Uau!! O que foi aquilo?!! Que reunião dantesca, que destino cruel ao ser humano. Que será de Oyá e sua família? Bom demais, @francisco-oluafefe-7782. Super recomendo.
Assis Oluaféfé 13 de Maio de 2015 às 09:30 Que bom que gostou Vania Pereira da Silva, mas o futuro não vem muito bonito para o Ayiê (Terra) mas ... a esperança nos abraça frente as maiores adversidades sempre! Abraços!!
13 de Maio de 2015 às 03:30
Ótima leitura! Adorei o seu livro... Parabéns! Já está em minha coleção. Assim que ler mais, dou minha avaliação, mas pelo pouco que li, vai ser "Dez". Peço que dê uma olhada nos meus, critique e avalie. Um abraço.
Assis Oluaféfé 3 de Maio de 2015 às 19:04 Que bom que gostou, tenha um pouco de paciência, pois sou meio preguiçoso e estou me esforçando para atualizar mais rapidamente.
Assis Oluaféfé 13 de Maio de 2015 às 03:04 Tem capítulo novo Priscila Marcia Mariano
2 de Maio de 2015 às 16:24
Li o novo capítulo publicado. Mas queria mais. hahaha. Então vou ficar aguardando novas publicações, Assis Oluaféfé
2 de Maio de 2015 às 14:56
Oi Assis Oluaféfé, sabia que venho todos os dias verificar se tem capítulo novo? Aguardando.
Assis Oluaféfé 29 de Abril de 2015 às 03:08 Vania Pereira da Silva estou muito ocupado e enrolado com pesquisas, mas não se preocupe que logo-logo postarei uns 3 capítulos de uma vez só. Agradeço seu interesse e seu incentivo.
29 de Abril de 2015 às 01:50
Olá @francisco-oluafefe-7782. Me interessei por seu livro. Comecei a ler. Acho que você vai achar o meu (Jegwaká: Crônicas de Tempos antigos), interessante também. O meu livro também fala de mitologia, mas de mitologia indígena Kaiowá. Confira lá.
Vania Pereira da Silva 19 de Abril de 2015 às 14:19 Olá, @francisco-oluafefe-7782. Estou empolgada com seu livro. Você escreve muito bem.
Assis Oluaféfé 20 de Abril de 2015 às 04:53 Com certeza estará nas minhas expectativas de leitura e tenho planos para o encontro dessas duas mitologias num terceiro livro que já tenho uma sinopse.
18 de Abril de 2015 às 20:17